Hospital da Caridade de Franca Foto Reprodução EPTV.jpg

A Audiência Pública promovida pela Prefeitura Municipal de Franca, na manhã desta 6ª feira (4), abriu caminho para que a Procuradoria Jurídica redija projeto-de-lei favorável a mudança no zoneamento urbano do Recanto Canto Belo beneficiando a reabertura do Hospital da Caridade Dr. Ismael Alonso y Alonso. Já nos próximos dias, o projeto-de-lei será enviado para sansão do prefeito Alexandre Ferreira e encaminhado à Câmara Municipal para ser votado.

Vale lembrar que desde janeiro de ano passado, todos os vereadores de Franca assinaram documento solicitando e apoiando a imediata reabertura do Hospital da Caridade. O documento foi encaminhado ao prefeito Alexandre Ferreira, ao governador João Doria e ao secretário da Saúde do Estado de São Paulo, Jeancarlo Gorinchteyn.

Diferentemente da Audiência Pública que havia sido marcada para janeiro deste ano e que acabou sendo suspensa, o evento desta 6ª feira transcorreu normalmente, contou com cerca de 90 Voluntários do Complexo do IMA – Instituto de Medicina do Além, dos vereadores Marcelo Tyde e Zezinho Cabelereiro e secretários municipais. Num ambiente tranquilo e respeitoso, técnicos, advogados e dirigentes do IMA puderam esclarecer dúvidas e mostrar que o projeto de reabertura do Hospital da Caridade atende a todos os requisitos da legislação municipal.

O primeiro pronunciamento foi de Wellington Berbel, presidente do Hospital da Caridade, seguido do engenheiro que elaborou o documento mostrando que todos os requisitos técnicos estavam sendo seguidos, do advogado e professor Francisco Gabilan, do advogado Mansur Said, Gabriel Berbel, membro do Conselho Deliberativo do IMA e do médium João Berbel, presidente do Conselho Deliberativo do IMA.

Todos foram aplaudidos e ao final do evento cumprimentados pelos secretários municipais, técnicos da Prefeitura e vereadores. Para o médium João Berbel a Audiência Pública atingiu aos seus objetivos e abre caminho para a reabertura do Hospital da Caridade. “Queremos agradecer a todos aqueles que estão e sempre estarão ao nosso lado pelo excelente trabalho. Voluntários, assistidos, nosso corpo jurídico e dirigentes do Complexo do Ima, todos, sem exceção, são responsáveis pelo avanço nas tratativas para a reabertura do nosso Hospital. Estamos muito felizes e agradecidos”, afirmou