Jean Carlo Gorinchteyn secretario saude SP - Foto Rafael Cautella.png

Novela sobre um novo hospital em Franca é longa, discutida há mais de 20 anos. Nos últimos meses o prefeito Alexandre Ferreira (MDB) e o vereador Daniel Bassi (PSDB) ressuscitaram o assunto, realimentando expectativas sobre a construção de uma unidade do Estado na cidade. Na manhã desta terça-feira, 15, o secretário de Saúde do Estado, Jean Carlo Gorinchteyn, descartou a hipótese para os próximos anos.

Nesta terça-feira, 15, o secretário de Saúde do Estado, Jean Carlo Gorinchteyn, descartou a hipótese para os próximos anos Antes "Hospital das Clínicas", agora "Hospital Estadual". Depois de levantarem expectativas sobre um hospital público em Franca em suas redes sociais, o prefeito Alexandre Ferreira (MDB) e o vereador Daniel Bassi (PSDB) terão que enfrentar uma ducha de água fria.


Na tarde desta terça-feira, o secretário de Saúde do Estado de São Paulo, Jean Carlo Gorinchteyn, negou a possibilidade de construção de uma unidade estadual na cidade para os próximos anos.

A novela sobre um Hospital Estadual em Franca é discutida há mais de 20 anos, mas o Estado sempre rechaçou essa hipótese, ora alegando falta de condições orçamentárias, ora apontando demanda insuficiente para justificar a instalação de uma unidade.

Nos últimos meses, Bassi retomou o assunto, que foi reforçada por Alexandre Ferreira, e criaram expectativas sobre a construção de um novo hospital.

Na segunda-feira, 14, Alexandre Ferreira esteve em São Paulo e, em suas redes sociais, disse que tratou do assunto com o vice-governador e candidato ao governo Rodrigo Garcia (PSDB). Afirmou que futuros encontros discutiriam os detalhes para a construção do hospital.

“Avançamos nas negociações para a construção de um novo hospital para atendimento público em Franca. Nos próximos dias, teremos uma série de encontros para discutir os detalhes necessários para a obra do Hospital Estadual de Franca”, escreveu o prefeito. Fontes ligadas ao gabinete do prefeito disseram que Alexandre pressionava o governo do Estado a realizar a obra desde o passado, com apoio do deputado federal e presidente nacional do MDB, Baleia Rossi.

O entusiasmo do prefeito e do candidato ao governo Rodrigo Garcia parece não encontrar eco nas áreas técnicas da administração estadual. Questionada pelo GCN ao longo dos últimos dias, a Secretaria de Comunicação de João Doria (PSDB) evitou se pronunciar e não confirmou nem data nem planos para a construção de um hospital público na cidade.

Na manhã desta terça-feira, 15, no encontro do Lide Ribeirão Preto, o secretário de Saúde foi questionado pelo GCN sobre eventuais projetos para a construção de um hospital estadual em Franca. Gorinchteyn foi taxativo ao descartar a construção do hospital estadual neste momento e afirmou que a prioridade, agora, são novos leitos de Covid-19

“A discussão para um Hospital Estadual é um pleito de longa data. Acabamos de passar por uma pandemia e precisamos passar dinheiro para os leitos de Covid-19 primeiro. Estamos fazendo estudos nas áreas técnicas para saber o que pode ser feito nesse primeiro momento”, disse o secretário.

Gorinchteyn ainda disse que pode haver, num futuro que ele não soube precisar quando, uma eventual iniciativa de erguer o hospital. Mas, antes de tudo, dependeria de estudos que comprovassem a necessidade, o que não foi feito, e depois encontrar espaço no orçamento para a locação de verbas, o que também não tem previsão.

“A construção de hospital estadual na região é algo mais para adiante. Mas nada descarta que podem ser feitos estudos para saber a necessidade”, disse o secretário. Obras, por enquanto, só em sonho (GCN Net, 15/2/22)