Dr. Alonso – Médico dos Pobres - Psicofonia do médium  João Berbel

Franca é uma cidade maravilhosa e acolhedora. Eu a conheci quando aqui estive fazendo um trabalho profissional. Passei em uma avenida denominada Alonso y Alonso. Achei um nome pomposo e várias vezes me perguntei, quem seria o ilustre cidadão. Não me dei conta da existência do IMA- Instituto Medicina do Além, e percebo a magnitude do acolhimento das pessoas que o procuram.

É para falar do Dr. Ismael Alonso Y Alonso que abriremos essa coluna. Importante salientar, que esse médico atuante no campo laboral e político, exerceu sua religiosidade em seu mais amplo aspecto cristão. A exemplo de Jesus atuou como médico de homens e de almas. Sim, porque ajudar na cura do corpo físico requer, de nós cristãos, pensamentos sublimados para equilíbrio e harmonia do corpo perispiritual.

Analisando sua biografia e seu perfil, vejo um médico carismático, objetivo e de muito bom humor. Atuou na medicina preventiva terrena e ainda na espiritualidade como um representante, coordenador e missionário do Cristo, juntamente com Eurípedes Barsanulfo e uma plêiade de espíritos. Estudou com grandes dificuldades para a sua época, formou-se inicialmente farmacêutico, e após medicina e afirma por meio da psicografia, ao médium João Berbel, que não escreve para os espíritas e sim para os não espíritas, em linguagem popular.

A complexidade não faz parte de sua conduta. Traz a luz do Evangelho para que o pratiquemos ressaltando o Cristo como o Consolador prometido e o farol a nos iluminar.  A obra nos esclarece sobre a mediunidade, como lidar com os espíritos comunicantes e trabalhar a lei do amor! Como médico, ressalta que “o maior remédio que podemos ter é a prece e ainda que ela é um veículo que devemos usar todos os instantes da vida, para auxilio de Jesus.”

Irmãos: Orai e vigiai! (Abadia Matheus é articulista voluntária do IMA – Instituto de Medicina do Além. Alexandria foi o principal centro cultural do mundo antigo e se tornou importante para os cristãos egípcios como o centro político e cultural do Egito, durante a ascensão do cristianismo)